Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Elvis não morreu, continua vivo e mora numa roulotte na Califórnia

O Elvis não morreu, continua vivo e mora numa roulotte na Califórnia, é um blog de música, de momentos, de memórias, de eventos, de acontecimentos, novidades e reportagem sobre música.

09
Dez15

Astigmatismo, Miopia, e outras doenças da vista

Elvis

Astigmatismo

Alguém por estes dias disse o seguinte ”Quando se ama quer-se tudo. Dá-se tudo. Espera-se tudo”. Eu diria que não poderia estar mais de acordo, mas esta afirmação é do meu ponto de vista incompleta, eu acrescentaria, entrega-se tudo. Esta entrega é uma consequência de amar, surge com naturalidade, não é forçada por passados, presente ou futuro, surge porque é um imperativo de consciência, porque se sente uma urgência de entregar. Se não considerarmos a

entrega, a frase correta deveria ser “Quando se ama quer-se tudo. Dá-se o que se pode. Espera-se o que for possível”. Diria que a entrega é determinante para se dar e para se esperar tudo, não há outra aritmética sem ser esta.

Coríntios (1:19) - “Só o amor conhece o que é a verdade”

 

Miopia

O fraco desiste. O fraco olha a cada obstáculo e vê-o intransponível como se nem valesse a pena tentar ultrapassa-lo. O fraco vê em tudo uma desculpa para permanecer na sua zona de conforto e para legitimar a sua falta de coragem. É como alguém que aparentemente quer deixar de fumar, mas hoje não deixa porque o dia é sterssante, amanhã não deixa porque não é o dia certo, no dia seguinte não deixa porque até já reduziu o numero de cigarros e já não é tão importante, porque reduzir já é bom e vai de desculpa em desculpa protelando o seu desejo. Isto é tão mais ridículo se este fumador, apregoar aos sete ventos que consegue deixar de fumar a qualquer momento. Diria que se cria uma divergência entra as palavras e os atos. As palavras sem atos, não passam de belas intenções, mas nada mais do que isso, são intenções de quem não tem verdadeiramente estofo, para fazer o que diz. As intenções não contam. O que conta é o que se entrega.

 Mateus (7:5) – “Tira primeiro a trave do teu olho, e assim verás para tirar a palha do olho do teu irmão”

 

Outras doenças da vista

Hoje este post está um pouco Bíblico, mas é uma boa forma de chegar ao meu ponto de vista. Em todos, ou quase todos os momentos de Anunciação, os anjos disseram “para Deus não há impossíveis”. Parece que hoje em dia o conceito de impossível é diferente do seu verdadeiro sentido. Parece que hoje em dia as impossibilidades nos são convenientes, como que tudo aquilo que nos é desconfortável, incomodo passa a ser um impossível. Não é destes impossíveis que os Anjos falam. Isto não são impossíveis, é recusar ver o que está à nossa frente, porque isso não nos convém, não encaixa naquilo que estamos “habituados” desde sempre. Tudo o que está ao nosso alcance, não é impossível, é só uma questão de se  querer ou não fazer, quem não o faz, é porque não quer de todo ver, está cego e a um cego não adianta dar uma lupa, uma lente, um telescópio ou binóculos, porque simplesmente não consegue ver.

 João (9:32) –  “Jamais se ouviu dizer que alguém tenha aberto os olhos a um cego de nascença”.

 

Playlist Janeiro 2016

Video playlist

O Elvis na rede

Já passou...

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D

Eu

foto do autor

Visualizações